A doutrina da graça é instigante. Falar da graça de Deus é algo maravilho. Tanto expor como ouvir é algo muitíssimo deleitoso para o cristão. A graça faz parte de todas as demais doutrinas, pois sem a graça, tudo mais não faria nenhum sentido. A sua importância é realçada quando o salmista afirma: “Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te louvam” (Sl 63. 3). O existir é algo extraordinário, porém o salmista coloca a graça noutro patamar. Magnífico! Aqui quero falar de uma oração feita pelo salmista sobre a graça: “Faze?me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio” (Sl 143.8). A oração do salmista é tanto uma demonstração de reconhecimento como de desejo. Ele necessitava ouvir da graça. Ouvir acerca da graça passa pelo campo da necessidade. Todavia, também transita pela via do desejo. O salmista sabia que precisava ouvir, mas também desejava ouvir a mensagem gloriosa da graça de Deus. Você reconhece que precisa ouvir mais e mais da graça de Deus? Você deseja ouvir da graça de Deus? Algo, porém, que também é surpreendente na oração do salmista é quanto ao tempo: “pela manhã”. Ele queria ouvir logo cedo. Ante de iniciar a sua labuta. Fico pensando porque o servo de Deus assim orou. Dentre outras coisas, concluo que é porque a graça é uma vacina para nos prevenir dos vírus do dia a dia. Às vezes ouvimos coisas desagradáveis. As pessoas são cruéis com as palavras, ferem, tripudiam. Ouvimos tantas vezes coisas horríveis. Durante o dia ouvimos palavras que ferem. Há palavras ríspidas, outras são como um punhal. Portanto, ouvir a graça logo cedo é mais do que um desejo, é uma necessidade. O suplicante revela a sua fome da graça. Sua alma só era saciada com a graça e pela graça. Não sei se você concorda, mas para mim faz todo sentido. Sempre que ouço da graça penso no amor de Deus demonstrado em Jesus Cristo. Sempre que ouço sobre o amor de Deus em Jesus Cristo, lembro-me da cruz. Sempre que ouço sobre a cruz, ouço a voz do perdão. E sempre que ouço sobre o perdão, sou relembrado que já nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo Jesus (Rm 8. 1). Sendo assim, sou persuadido pela voz da graça de que nada, nem ninguém, pode separar-me do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Ah! Como desejo ouvir sobre a graça a cada manhã. Como preciso ouvi-la! E quanto a você, também necessita ouvir novamente sobre a graça? Você deseja ouvir outra vez a mensagem da graça? Então, ore ao Senhor Deus assim: Pai, faz?me ouvir sempre a voz da tua graça! Que ela fale mais alto que todas as outras vozes. Que o som da tua graça liberte?me do fardo pesado da culpa, assim como o temores do dia a dia. Em nome de Jesus. Amém. Por: Rev. Fábio Henrique de Jesus Caetano

Compartilhe usando: