Muitas passagens nas Escrituras nos ordenam amar. No entanto, enfrentamos dias que foram anunciados pelo Senhor Jesus: “E por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos” (Mt.24.12). Esse texto já explica o porquê da dificuldade de amar, por causa do aumento do pecado. Na medida em que o tempo passa vemos e ouvimos sobre acontecimentos que alguns anos atrás nunca imaginaríamos que o ser humano fosse capaz de fazer. Mas, infelizmente, o amor não está se esfriando somente fora da igreja, mas dentro dela também. Não raramente encontramos pessoas feridas por um irmão em Cristo. Ou então vemos muitas pessoas preocupadas consigo mesmas, com suas preferências, sem levar em conta a coletividade. São sinais do esfriamento do amor. Quando observamos o texto de João 15.12 vemos que a ordem é amar uns aos outros como Ele nos amou. Este é o segredo revelado sobre como devemos amar. Temos a tendência de amar por afinidade, ou por prestação de serviços; ou seja, amo aquele que me beneficia, ou amo quem me ama, mas não é essa a essência da ordem de Jesus. Devemos amar a despeito do que as pessoas fazem, fizeram ou vão fazer por nós. Devemos amar mesmo que as preferências não sejam compatíveis com a nossas. Devemos amar baseado não em nós mesmos, mas naquilo que Cristo fez por nós. Quando amamos conforme Jesus nos amou mostramos que Cristo habita em nós de fato e de verdade. A prática do amor é de suma importância para o crente, pois é por meio dela que mostramos se somos de Deus ou não. Somos desafiados pela Palavra a praticar o amor todos os dias. Jesus disse: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” (Jo.13.35). É pelo amor que testemunhamos aos de fora. Somente quando o aroma agradável do amor é praticado por gestos, palavras e o cuidado de uns com os outros é que se torna visível o testemunho de Cristo em nós. Quando praticamos o amor somos abençoados, pois temos a certeza que seremos encorajados, instruídos, perdoados, aconselhados e exortados, porque se amamos fazemos todas essas coisas com os outros também. Hoje é tempo de amar, o desafio já foi ordenado, portanto, comece já a praticar o amor. Se você diz que é de Deus então mostre que isso é verdade. Ame! Rev. Robson Luiz Silva dos Reis

Compartilhe usando: