“Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda;” Pv. 3.9 Falar de dízimos e ofertas, nos dias atuais, é praticamente um desafio diante de muitas deturpações. No entanto, é necessário compreender que para o cristão é um privilégio entregar as primícias, porque Deus tem provido todas as coisas, inclusive os meios para que sua providência seja exercida, e aí, entra eu e você. Quando olhamos o texto de Malaquias 3.10, vemos que Deus ordena o povo a levar seus dízimos a Casa do Tesouro, para que houvesse MANTIMENTO em sua casa. Ele nos usa para servirmos à sua providência. Você não vê isso como privilégio? O texto de Provérbios 3.9 nos traz uma exigência, não é uma recomendação. E essa exigência envolve: 1 – Adoração – Quando dedicamos as primícias reconhecemos que Deus é Soberano e Providente. Ele governa todas as coisas na nossa vida, inclusive as finanças. É Ele quem provê tudo que necessitamos. 2 – Gratidão – Reconhecemos que tudo vem de Deus e tudo deve ser usado para a glória de Deus, ao honrarmos o Senhor com nossos bens, agradecemos a ele pela força para trabalhar, pela porta de trabalho que ele nos abriu para sustentarmos nossa família e também a Casa Dele, e tantas outras bênçãos que recebemos todos os dias. 3 – Fé – Ao entregar as primícias, declaramos que Deus é fiel e que confiamos em suas promessas. Esse ato mostra que temos a certeza que Deus não deixará nos faltar nada do que precisamos e cremos que tudo que ele falou cumprirá, inclusive a promessa registrada em Pv.3.10 : “E se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.” 4 – Obediência – Como já falamos anteriormente, dízimo e oferta é uma exigência, não uma recomendação. E se vemos isso claramente ensinado nas Escrituras cabe a nós obedecermos. Quando não obedecemos a Deus, sabemos que sofreremos a consequência disso, então não fique pensando que com a infidelidade nos dízimos e ofertas será diferente. A desobediência nas finanças é um assunto tão grave quanto em qualquer outra área, prova disso é o que Deus diz em Malaquias 3.8, quando Ele assim pergunta “Roubará o homem a Deus?” e também responde “Todavia, vós me roubais... Nos dízimos e nas ofertas”. Diante dessa palavra, usar o termo infiel para alguém que não honra ao Senhor com as primícias é até eufemismo. Sendo assim, busque adorar e louvar ao Senhor pelo que Ele é e pelo que tem feito em sua vida e nas suas finanças. Reconheça a soberania e a providencia divina. Creia que Ele é poderoso para fazer infinitamente mais do que você possa pedir ou pensar. Ele é quem te sustenta com sua destra fiel. Tenho certeza de que você não conhece ninguém que tenha se arrependido por ter obedecido a Deus. Então obedeça e veja mais claramente como Deus já tem sido benevolente com você. Deus os abençoe! Por: Rev. Robson Luiz Silva dos Reis

Compartilhe usando: